Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Ceará é terceiro lugar no cenário nacional de trabalho com carteira assinada



De acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), o estado do Ceará gerou 9.517 novos postos de trabalho com carteira assinada em agosto, o que corresponde à elevação de 0,79% em relação ao mês anterior.

Em números absolutos, o estado ficou em terceiro lugar no cenário nacional, abaixo apenas de São Paulo e Rio de Janeiro. “A região metropolitana de Fortaleza foi a que mais criou empregos (5.206), mas o interior do estado, com 2.913 vagas, obteve, em termos percentuais, o maior crescimento dentre os nove estados apurados”, informou o Ministério do Trabalho e Emprego nesta quarta-feira, 17.

A expansão do emprego ocorreu principalmente nos setores de Serviços (3.686 postos), da Construção Civil (2.174 postos) e do Comércio (2.086 postos).

Em termos individuais, o setor de agropecuária foi o que apresentou maior crescimento, com a geração de 1.242 empregos formais, que representa um aumento de 4,79%.

Desempenho no estado é o melhor desde 2010

Tendo como referência o mês de agosto, o Ceará teve o melhor desempenho desde 2010. Em relação aos últimos 12 meses, verificou-se crescimento de 4,18% no nível de emprego no estado, resultando em 48.682 novos postos de trabalho, o melhor resultado para a região Nordeste, com quase 12.000 postos criado a mais que o estado que aparece em segundo lugar.

Para o superintendente do Trabalho no Ceará, Francisco Ibiapina, “a perspectiva é que a geração de empregos se mantenha positiva nos próximos meses, considerando que a indústria, comércio e serviços tendem a contratar mais trabalhadores em razão das festas de final de ano.”

Fonte: Portal Brasil / Miséria
Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »