Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Sesa divulga boletim que esclarece os sintomas e sinais do sarampo

Sesa divulga boletim que esclarece os sintomas e sinais do sarampo PDF Imprimir
SarampoUm caso confirmado e quatro casos suspeitos de sarampo no Ceará, conforme boletim elaborado e divulgado pela Secretaria da Saúde do Estado na sexta-feira (17) reforçam a importância da prevenção. Os três pacientes adultos, moradores de Fortaleza (homens de 21, 26 e 27 anos), não apresentaram comprovação de vacina. A vacina tríplice viral é disponível em todos os postos de saúde dos municípios há mais de quatro décadas. O caso confirmado foi do médico, de 27 anos, que ainda está em repouso domiciliar, porém já sem febre, sem as manchas vermelhas no corpo e tosse, os principais sinais da doença. Os outros dois adultos também estão em repouso domiciliar. As duas crianças de 11 meses estão recebendo cuidados hospitalares. Na rotina de vacinação, não há indicação de vacina para crianças com menos de 1 ano. Somente em situações de transmissão do vírus, a vacina é aplicada nessa faixa etária para efeito de bloqueio.

Com o surgimento de três casos de pacientes que não haviam sido vacinados  as pessoas devem correr para serem vacinado nos postos de saúde? Não. " A grande maioria da população não corre mais risco de ser contaminada pelo vírus do sarampo porque foi vacinada e em outros milhares de casos porque já teve a doença quando criança ou jovem", afirma a coordenadora de imunização da Sesa, Ana Vilma Leite Braga. O paciente só tem a doença uma vez em toda a vida e para ficar imune basta ter sido vacinado. Não importa há quantos anos. Ana Vilma informa que em 2008, no Ceará, 2.641.509 pessoas de 20 a 39 anos foram vacinadas. Essas pessoas não precisam ser vacinadas novamente. Outro bom indicador de imunização é que no ano passado a cobertura da campanha de vacinação foi além da meta. Atingiu 102,66 das crianças com 1 de vida. A meta de cobertura estabelecida pelo Ministério é de 95%. A coordenação de epidemiologia da Sesa volta ainda mais no tempo e destaca que em 1991 quem tinha entre 12 e 49 anos, incluindo homens e mulheres, foram vacinados contra o sarampo. Há 15 anos não era registrado nenhum caso da sarampo no Estado.

Além de alertar os profissionais de saúde que trabalham em hospitais, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs 24 horas), clínicas e postos de saúde sobre a importância do diagnóstico rápido da doença, e de orientar sobre a conduta diante de casos suspeitos, a Secretaria da Saúde do Estado observa que os pais e toda a população devem também ficarem atentos aos sintomas e sinais do sarampo. É bom observar o aparecimento de manchas vermelhas no corpo, febre, acompanhadas de tosse ou de coriza ou de conjuntivite. Diante desses sintomas e sinais, a orientação é procurar uma unidade de saúde. A partir do diagnóstico do médico, seguir a principal recomendação do médico: ficar em repouso.  

20.01.2014
Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá ( selma.oliveira@saude.ce.gov.br / 85 3101.5220 - 3101.5221)
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara
Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »