Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Juazeiro do Norte-CE: Aids tem incidência crescente na população da terceira idade

Vírus HIV se desenvolve mais rapidamente em pessoas com idade avançada. Notificação dos casos acontece principalemente com mulheres (Foto: Serena Morais/Jornal do Cariri)
Apesar das campanhas de prevenção e da circulação de informações sobre o assunto, o crescimento dos casos de Aids preocupa profissionais da saúde. Anualmente, o número de pessoas infectadas cresce, sobretudo, entre os jovens. Na região do Cariri, embora os adolescentes sejam considerados a população-alvo da doença, os últimos índices apontam para um aumento elevado de pacientes soropositivos na terceira idade.

O avanço da enfermidade entre idosos também é uma realidade nacional. De acordo com o último levantamento do Ministério da Saúde, os números dobraram na última década no País. Atualmente, segundo estimativas do Programa das Nações Unidas sobre HIV/Aids (Unaids), existem entre 490 mil e 530 mil pessoas infectadas pelo vírus HIV no Brasil. No Ceará, segundo dados do Boletim Epidemiológico da Secretaria da Saúde do Estado, em 2001, foram registradas 44 ocorrências da doença. Em 2012, o número subiu para 127, apontando um crescimento de 188,6%.

De acordo com o coordenador do Programa DST/AIDS de Juazeiro do Norte, Ronildo Oliveira, houve um crescimento significativo entre pessoas com idade acima de 50 anos. Segundo ele, no total, há cerca de 700 pacientes em tratamento no Centro de Infectologia do Município, com a estimativa de três casos de HIV por semana. Além da cidade juazeirense, o espaço recebe, diariamente, pacientes de outras localidades, como do município de Barbalha. “Chega a faltar vaga para atender a demanda. Aqui, médicos e psicólogos oferecem atendimento especializado”, pontua Ronildo.

Em Crato, o início prematuro da vida sexual tem contribuindo para o diagnóstico da Aids entre a população jovem, além dos registros das Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs). A coordenadora do Programa Municipal de HIV/DST/Aids, Nínive Xenofonte, afirma que, nos últimos anos, houve um aumento progressivo de notificação com relação ao sexo feminino. Atualmente, uma média de 83 pessoas recebe tratamento no município cratense.

Campanha

O Dia Mundial de Luta contra a Aids, celebrado no dia 1º de dezembro, mobiliza os municípios caririenses. Desde o dia 27 de novembro, caminhadas, blitz educativa, capacitações e testes rápidos fazem parte da programação de Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha. As atividades, que têm continuidade nesta semana, possuem a finalidade de conscientizar a população acerca da prevenção da doença e odiagnóstico precoce.

Fonte: Jornal Cariri / Miséria
Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »