Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Encontro científico aproxima jovens da tecnologia aeroespacial

Alunos e professores de todo o Brasil participam da nona edição da Jornada Espacial, até sexta (16), em São José dos Campos (SP). No evento, os participantes vão aprender ciência espacial com astrônomos, pesquisadores e engenheiros, além de conhecer o Polo de Tecnologia Aeroespacial da cidade. O primeiro astronauta brasileiro, Marcos Pontes, falará sobre sua trajetória profissional até a viagem à Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês).
A seleção dos estudantes para o encontro se deu a partir do desempenho deles nas questões de Astronáutica da prova da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). Neste ano, a OBA contou com 775.025 mil jovens de quase 9 mil escolas públicas e particulares de todas as regiões do país.
A jornada será uma grande aula de ciências espaciais, envolvendo teoria e atividades práticas. Os alunos vão assistir a palestras sobre astronomia, foguetes, satélites e suas aplicações.  Terão ainda oficinas didáticas, visitarão as instalações do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe/MCTI)  e da Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer).
Os participantes vão também visitar as instalações da TV Vanguarda. Lá será explicado como acontece o processo de transmissão via satélite. Outros locais visitados serão o Laboratório de Integração e Testes (LIT) do Inpe, o Observatório Astronômico do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).
De acordo com engenheiro aeroespacial José Bezerra Pessoa Filho, do IAE, a iniciativa permite mostrar à sociedade brasileira o esforço que vem sendo feito no setor aeroespacial. “Muitos desconhecem o enorme conhecimento do país nesse segmento”, diz. “Os jovens ficam maravilhados com o que veem. Temos casos de formandos da primeira turma de engenharia espacial do ITA que fizeram sua opção profissional após participar da Jornada Espacial. E os professores que acompanham os estudantes também vivem uma experiência única, uma vez que fazem uso do conhecimento obtido para enriquecer o conteúdo de suas aulas e assim motivar, ainda mais, seus alunos a desbravarem novos caminhos”, acrescenta.

Fonte: Ministério da Ciência Tecnologica
Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »