Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Volks anuncia investimentos de R$ 520 milhões no Brasil

A alemã Volkswagen vai investir cerca de R$ 520 milhões para ampliar sua produção de veículos de passeio no Brasil. Após se reunir com a presidenta Dilma Rousseff, o presidente da empresa no país, Thomas Schmall, disse que será construída uma mais uma linha de produção na fábrica que a Volkswagen tem em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba.

A linha de montagem produzirá a sétima geração do Golf. Segundo Schmall, o carro é o melhor da empresa e os investimentos fazem parte de uma nova fase da marca no Brasil, que é o seu segundo mercado fora da Alemanha, atrás apenas da China. O primeiro veículo deve ser produzido em até dois anos.

Schmall demonstrou confiança nos investimentos no Brasil, país que, segundo suas estimativas, tem a “pujança” de superar a marca de 5 milhões de comercialização de carros em 2018. Atualmente, o mercado nacional de automóveis e veículos comerciais leves (como vans e furgões) é 3,6 milhões, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Aumotores (Fenabrave). Com a avaliação, o presidente da empresa evitou comentar a projeção de crescimento no Brasil, reduzida novamente pelo Banco Central nesta semana.

“Quarenta por cento dos brasileiros hoje não conseguem comprar carro, o que significa um potencial e um mercado muito grande. Isso [a queda no crescimento] está acontecendo agora, mas vai passar e nós vamos crescer”, disse Thomas Schmall. De acordo com ele, o anúncio de ontem fará com que a previsão de investimentos no Brasil suba de R$ 8,7 bilhões para R$ 9,2 bilhões em 2016.

Segundo Thomas Schmall, a presidenta Dilma Rousseff perguntou sobre as perspectivas dos próximos investimentos da empresa alemã no Brasil. “Nós falamos sobre as futuras tecnologias do grupo Volkswagen e o que é possível de fazer alocar aqui [no Brasil]”, informou, dizendo que o conteúdo da resposta dada à presidenta é confidencial.

Apesar dos investimentos, Schmall declarou que não há previsão de queda no custo dos automóveis produzidos pela empresa. “Isso o mercado vai definir, não consigo lhe falar isso hoje. O preço do carro já é bem competitivo”, respondeu a jornalistas.

O presidente da empresa no Brasil disse ainda que a fábrica em Curitiba (PR) vai aumentar em 20% sua capacidade de produção e, com a nova linha, terá potencial para criar cerca de 500 empregos. A Volkswagen tem atualmente 23 mil funcionários no Brasil, sendo 3.500 na unidade de Curitiba. “A capacidade [de produção de carros] vai aumentar de 840 carros por dia para 1.000 carros”, informou Schmall, que também é presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha.

Na terça-feira (1º), a Mercedes-Benz anunciou a construção de uma fábrica no interior de São Paulo, com previsão de investimentos de R$ 500 milhões e criação de mil empregos diretos no país. Na ocasião, o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, disse que o anúncio confirma o sucesso do Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica e Adensamento da Cadeia Produtiva de Veículos Automotores (Inovar-Auto).

Para Thomas Schmall, o Inovar-Auto auxiliou na avaliação da empresa sobre a estratégia de aplicar novos recursos no país. “Com a estabilidade de planejamento pela Inovar Auto, os critérios ajuda na definição e execução mais rápida do investimento”, disse.

Fonte: Agência Brasil / Miséria
Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »