Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Altaneirenses criticam derrubada de árvore para o pau da bandeira

Derrubada da centenária aroeira para o pau da bandeira - foto Humberto Batista
Vários altaneirenses criticaram nas redes sociais a derrubada de uma centenária árvore para ser vir de mastro da bandeira que exposto em frente a igreja Matriz durante a semana dos festejos da Padroeira Santa Tereza D’Ávila.

Tonyn Souza iniciou o debate na página do Blog de Altaneira no Facebook com três perguntas:

“pra que fazer uma coisa ridícula desta matar uma arvore que demora 100 anos pra chegar a esta altura?”

“por que não inventa um outro meio de comemorar esta festa?”
“a igreja plantou alguma arvore nestes anos todos?”
E conclui “deus não concorda com estas barbaridades que os administradores da igreja fazem. Nos anos dos festejos de nossa querida santa Tereza em altaneira já foi desmatado quase uma floresta”.
Para o professor e Blogueiro Jose Nicolau a Igreja, seu líder e fieis, praticantes estão praticando um crime contra o meio ambiente ao realizar de forma desenfreada o desmatamento para sustentar um tradição calcificada na religiosidade. “Querem manter os festejos, as manifestações de fé de qualquer forma. Ora, não estamos tomando as dores de um ambientalista simplesmente, mas de cidadãos preocupados com a saúde ambiental” comentou.
Em longo comentário Nicolau lembra ainda as consequências desse tipo de agressão ao meio ambiente e que no contraponto acaba afetando também a sobrevivência humana e que se faz necessário, e de forma urgente, uma política de conscientização ambiental tanto para a instituição e seus fieis quanto para os proprietários dos terrenos. “Não estamos propondo um fim dos festejos, do carregamento do "pau da bandeira", mas uma educação ambiental” concluiu o professor.
O Secretário Municipal do Meio Ambiente, Ceza Cristóvão, foi radical na sua crítica e defendeu o fim do tradicional cortejo do pau da bandeira. “Uma prática que deveria ser extinta juntamente com essas bobagens de tradição católica destrutiva, até quando iremos promover a burrice que vem da Igreja Católica que não faz nada pela preservação da vida, pois a mesma parece que não acompanha as agressões do homem a natureza, tirar da natureza uma obra prima, para somente hastear um pedaço de pano, é no mínimo criminoso”.
Francisco de Assis Gomes defendeu a plantação de eucalipto para uso do pau mantendo a tradição sem prejuízo ao meio ambiente, já o vereador Professor Adeilton discordou do Secretário Ceza Cristóvão e lembrou que em outros a Comissão Organizadora plantou  5 mudas de Pau Brasil para serem plantadas como reposição no local da derrubada

Robervaldo Liberalino disse que essa é uma discussão que devemos dar toda a atenção “acho que não deve ser uma ideia mais sim coloca lá em prática, plantar eucalipto e outras espécies, para a tradição continuar e sem cometer crime ambiental”.
 
Fonte: Blog de Altaneira
Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »