Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Juazeiro do Norte-CE: Senado aprova área Cariri-Araripe

Vista aérea da cidade de Juazeiro do Norte, polo de desenvolvimento da região caririense, que impulsiona o crescimento em seu entorno
Juazeiro do Norte Como forma de melhor integrar a Área de Proteção Ambiental (APA) Araripe no contexto socioambiental e desenvolvimento econômico sustentável, foi aprovado, por unanimidade no Senado, o projeto de lei de criação da Região Integrada de Desenvolvimento do Cariri - Araripe (Rica), com abrangência nos Estados do Piauí, Pernambuco, Paraíba e Ceará. O projeto será apreciado ainda na Câmara Federal.

De autoria do senador Inácio Arruda, o projeto tem como finalidade articular e harmonizar ações administrativas da União e dos Estados envolvidos. "Consideram-se de interesse comum às ações da União e dos Estados", diz o senador. Ele ressalta que essas motivações estão relacionadas aos quatro Estados que formam a Rica, na área de desenvolvimento econômico sustentável, conservação do equilíbrio socioambiental entre essas unidades federativas, geração de emprego e renda e implementação de infraestrutura.

Comemorando a decisão, o senador lembrou que a Rica abrange uma área de 45,9 mil quilômetros quadrados, com uma população de 1,5 milhão de habitantes, incluídos os municípios integrantes da Área de Preservação Ambiental (APA) do Araripe. O senador informa também que recentes pesquisas que poderão apontar no futuro a incidência de petróleo na região.

"É oportuno salientar que pesquisas e estudos geológicos em curso apontam para a possibilidade da existência de petróleo na Bacia Sedimentar do Araripe, englobando municípios do Cariri Cearense, de Pernambuco, do Piauí e da Paraíba. A confirmação da presença do petróleo na região poderá representar forte impacto no processo de desenvolvimento", lembrou. A existência de uma política local de desenvolvimento econômico e social, conforme o senador, deverá permitir que setores carentes tenham acesso a instrumentos adequados para as mudanças estruturais necessárias. "Para que isso ocorra, é necessário coordenar programas, projetos e políticas públicas, o que será possível com a implantação da Rica", afirma.

O projeto teve parecer aprovado da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado, que tem como relator o senador paraibano, Cícero Lucena. No documento, se autoriza a criação pelo executivo da Rica, incluindo o Conselho Administrativo que irá coordenar a Região Integrada, além de instituir um Programa Especial de Desenvolvimento da Região do Cariri - Araripe. Com isso, serão identificadas as origens dos recursos de programas e projetos, dentro do orçamento da União, para os estados inseridos.

No projeto, o senador destaca a inserção de área importante e reconhecida pelas riquezas naturais, como a Chapada do Araripe, que em desde 2006 está incluída na Rede Mundial de Geoparques, da Unesco.

A RICA é constituída pelos municípios de Abaiara, Altaneira, Antonina do Norte, Araripe, Assaré, Aurora, Baixio, Barbalha, Barro, Brejo Santo, Campos Sales, Caririaçu, Cedro, Crato, Farias Brito, Granjeiro, Ipaumirim, Jardim, Jati, Juazeiro do Norte, Lavras da Mangabeira, Mauriti, Milagres, Missão Velha, Nova Olinda, Penaforte, Porteiras, Potengi, Salitre, Santana do Cariri, Tarrafas, Umari, Várzea Alegre, no Ceará; Araripina, Bodocó, Cedro, Exu, Granito, Ipubi, Moreilândia, Ouricuri, Santa Cruz, Santa Filomena, Serrita, Trindade, em Pernambuco; Acauã, Alegrete, Belém do Piauí, Betânia do Piauí, Caldeirão Grande, Campo Grande, Caridade do Piauí, Curral Novo, Francisco Macedo, Fronteiras, Marcolândia, Padre Marcos, Paulistana, Pio IX, São Julião, Simões, Vila Nova, no Estado do Piauí; Bom Jesus, Bonito de Santa Fé, Cachoeira dos Índios, Cajazeiras, Conceição, Guarabira, Monte Horebe, Santa Inês, São José de Piranhas, na Paraíba.

Fonte: Diário do Nordeste / Miséria

Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »