Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Thiago Cardozo participa de III encontro Nordestino de cordel em Brasília

O poeta Altaneirense Thiago Cardozo participou do 3º encontro nordestino de cordel em Brasília nos dias 19, 20 e 21 de maio, Juntamente com Anilda presidente da academia de cordelistas do Crato, ambos estiveram representando o Cariri.




O evento foi dividido em dois eixos: Fórum da Categoria Repentista e Mostra Cultural, a programação incluiu palestras, oficinas e mesas-redondas.

Retornando ao Cariri Thiago e Anilda estiveram na rádio Educadora no Programa "Gente da gente" cedendo entrevista ao poeta Aldemar. Onde Falaram um pouco sobre o III Encontro Nordestino de Cordel em que participaram em Brasília/DF. Em entrevista a reportagem do Informativo Thiago classificou o evento como excelente.
Thiago e Anilda na rádio Educadora em Crato.
O III Encontro Nordestino de Cordel em Brasília teve como propósito manter viva a arte e a poesia do Nordeste, o encontro é uma realização da Associação dos Cantadores Repentistas e Escritores Populares do DF e Entorno – Acrespo, em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN.
Thiago em Brasilia.
Thiago Cardozo Botelho de Sena é Filho de Maria das Graças Cardozo e Carlos Botelho de Sena, Além de poeta Thiago é funcionário efetivo na cidade de Araripe, universitário do curso de Letras na Universidade Regional do Cariri - (Urca) de Campos Sales e ex-seminarista.
Desde cedo Thiago se interessou pela poesia, com mais ou menos 11 anos ele tomou gosto pela escrita da poesia através da escola que desenvolvia trabalhos voltados ao gênero. 
Thiago saiu de Altaneira no final de 2006 para entrar no seminário, no ano seguinte (2007) ele saiu do seminário pela primeira vez e foi morar em Araripe, logo depois retornou ao seminário enviado pelo Araripe, mas, em 2009 saiu em definitivo.
Quando questionado sobre a influencia e a contribuição da poesia em sua vida, ele afirma que é imensa, tanto a importância quanto a contribuição. A arte da poesia, em especial a literatura de cordel me escolheu, e eu, quando aceitei me dispus a trovar nos meus escritos o que nem sempre agrada a todos, mas vem para um bem comum, desse modo, a poesia tem sido mais que arte, uma arma que sempre uso para o bem, afirmou Thiago Cardozo.
Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »