Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Secretaria de saúde promove mutirão no combate a dengue


A dengue é uma doença febril aguda, sistêmica e dinâmica, com diferentes apresentações clínicas, e de prognóstico imprevisível. Os principais sintomas da dengue são: febre elevada, fortes dores de cabeça e nos olhos, além de dores musculares e nas articulações.
Na medida em que não há tratamento preventivo , não existe vacina disponível para comercialização e nem tratamento curativo específico contra a dengue, os cuidados terapêuticos consistem em tratar os sintomas: combate-se a febre e nos casos graves é necessária à hidratação por via intravenosa.


Imagem da equipe de saúde. Foto João Alves.
A única forma de prevenção e combate aos mosquitos eliminando os criadouros de forma coletiva com participação comunitária  e o estímulo à estruturação de políticas públicas efetivas para o saneamento básico e o uso racional de inseticidas.
Diante disso a equipe da secretaria de saúde do município de Altaneira realizou nesta manha de quinta feira do dia 23 de Abril de 20015, uma campanha para combater a dengue no nosso município,e conscientizar a população Altaneirense que devemos também nos conscientizar e saber que é um bem comum para todos, por isso faça a sua parte.
Foto: João Alves
O repórter João Alves da Rádio Comunitária Altaneira FM esteve presente neste evento e  entrevistou a comunidade para saber a opinião de cada um com relação a essa campanha, os entrevistados foram  Fabio Rodrigues da Silva que e agricultor e Cleiton Araújo que é músico da Banda Padre Davi Moreira.
Fabio Rodrigues fala que a saúde esta cumprindo mais um papel, essa campanha e  muito importante para a saúde e pra todos nós, e o Cleiton Araújo completa dizendo que uma atitude muito importante da equipe da saúde ate porque e um problema que vem afetando o nosso município como também outros municípios, a muito tempo estamos sofrendo com esse problema e todos temos que fazer a nossa parte para juntos combatermos a dengue.


Confira os áudios das entrevistas abaixo: 



 Matéria sujeita a alterações.


Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »