Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Professora Nubia participa do Informativo Noticias em Destaque e fala sobre ampliação dos professores efetivos

A ampliação da carga horária dos professores efetivos é um direito garantido na Lei Nº. 539/2011, mas, não é cumprida totalmente, uma minoria dos professores efetivos não tem a sua carga horária ampliada.
Núbia,Rute e Vanda nos estúdios da rádio. Foto:João Alves.
Foi publicado no dia 24/02 no site do Diário Oficial dos Municípios a Lei Nº. 628 de 24 de fevereiro de 2015 que dispõe sobre a contratação por tempo determinado para atender as necessidades temporárias de interesse publico, tendo o §4º do Art.3º vetado pelo prefeito Delvamberto Soares, e isso afeta diretamente na ampliação da carga horária dos professores efetivos. Em entrevista nesta quarta-feira, a Professora Núbia de Oliveira relata sobre a votação do projeto de lei que foi para votação na Câmara Municipal: “Esse projeto de Lei que foi para votação na câmara, foi uma forma de reforçar o nosso direito, porque isso já está garantido no PCCR do Magistério, desde 2011 que estamos com essas percas, por não acontecer para todos os professores de forma igualitária, porque para uns já acontecem, nós estamos perdendo desde o final de 2011 inicio de 2012, mais esse veto não significa que o nosso direito acabou, porque nos temos na lei maior que é a lei do magistério.” Relatou.
Núbia relatou que vão buscar resolver essa situação através do dialogo com a parceria do secretario de Educação. Ao ser questionada sobre a sua expectativa de resolver a situação o mais breve possível Núbia frisou não está muito animada:  De acordo com a conversa que nós tivemos com o Secretario de Educação, ele não nos deixou muito animada, o que ele nos recomendou foi que fizéssemos um requerimento enviasse a assessoria jurídica do prefeito solicitando o nosso direito, então agente percebe com isso que ele não pretende ampliar, nos somos a minoria, a maioria dos profissionais de educação já estão ampliados.” Afirmou.
A professora citou ainda a possibilidade de entrar com uma ação na justiça para essa minoria que estão sendo prejudicados terem os seus direitos garantidos.

Matéria sujeita a alterações.
Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »