Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Novo sal sem sódio é opção para hipertensos brasileiros

Salgante sem sódio pode ser usado para temperar receitas e também na mesa, como o sal comum (Foto: Getty Images)
Quem tem problemas de pressão alta ou está combatendo o inchaço e a retenção de líquidos sabe das dificuldades de evitar alimentos com sal. Mas os dias de comida insossa estão contados. Isso porque a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) registrou e autorizou a comercialização do Bio Salgante, primeiro substituto do sal de cozinha fabricado no Brasil que não contém sódio em sua composição.

Desde setembro, o produto é vendido pela internet. Feito à base de cloreto de potássio, a diferença dele para o sal light, presente no mercado há anos, é que este último mescla cloreto de sódio e de potássio.

Segundo a empresa fabricante, o sabor do novo aditivo é muito semelhante ao sal tradicional, tanto que, em testes cegos realizados, pessoas chegaram a confundir os gostos. Mas para que o paladar não fique alterado, é necessário cozinhar os alimentos temperados com o salgante em fogo brando, abaixo de 180 graus Celsius.

A fórmula do Bio Salgante foi criada após uma pesquisa comandada por Massayoshi Yoshida, químico, farmacêutico e professor da Universidade de São Paulo. Depois de pronta, a invenção foi testada pela Unifesp em ratos normotensos (de pressão arterial normal) e hipertensos.

Os dois grupos de animais foram submetidos a cerca de uma semana ingerindo sal comum, na proporção indicada à ingestão humana. Depois desse período, todos tiveram aumento de pressão. Quando o salgante foi usado no teste, com os mesmos procedimentos, a pressão arterial dos bichos de ambos os grupos foi mantida.

Apesar de esse novo sal ser mais saudável do que o tradicional, é preciso tomar cuidado com os excessos, já que tanto o cloro quanto o potássio podem ser prejudiciais à saúde se forem ingeridos além da conta.

Fonte: Exame.com / Miséria
Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »