Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Apesar de melhorias nas estradas do Ceará, falhas persistem

Motoristas que trafegam pelas rodovias estaduais e federais do Ceará se deparam com condições precárias, sobretudo no que diz respeito à pavimentação, sinalização e geometria da via. Conforme pesquisa divulgada, ontem, pela Confederação Nacional do Transporte (CNT), referente a 2014, houve um aumento da quilometragem considerada ótima no Estado, saltando de 50 Km no ano passado, para 195 Km neste ano, o que representa aumento de 290%. Porém, ainda assim, 76,5% das estradas foram avaliadas como regulares, ruins ou péssimas.

A pesquisa constatou também que 94,4% das rodovias cearenses são compostas por pista simples de mão dupla, totalizando 3.323 Km, e somente 196 Km são de pista dupla com canteiro central, barreira central ou faixa central. Em 65,9% das estradas foram apresentados problemas na condição da superfície do pavimento. Asfalto desgastado foi o principal problema identificado (53,4%), seguido de trincas na malha viária e remendos (10,5%), e afundamentos, ondulações e buracos (2%).

FONTE: Miséria


Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »