Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Ceará tem queda acentuada na produção industrial em junho

Recuo na produção de veículos encabeçou declínio nacional (Foto: Reuters)
O Ceará está entre os estados que apontaram as maiores quedas na produção industrial na passagem de maio para junho, conforme levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgado nesta quarta-feira (6). Dentre os 14 locais pesquisados, o Estado registrou o quarto menor índice de produção na indústria.

Com a taxa de -5,4%, o Ceará teve desempenho superior apenas que Amazonas (-9,3%), Paraná (-7,5%) e Pernambuco (-7,4%). Ao todo, as fábricas de 11 dos 14 locais analisados pelo IBGE produziram menos de maio para junho, mostrando uma perda de ritmo generalizada do setor. A média nacional também apontou índice negativo (-1,4%) diante do forte recuo da produção de veículos, que espalha por outros ramos seus resultados negativos diante da extensa cadeia de fornecedores.

Os estados de Santa Catarina (-4,0%), Rio Grande do Sul (-2,3%), Pará (-2,0%) e Minas Gerais (-1,7%) também apresentaram percentuais negativos mais intensas do que a média nacional (-1,4%), enquanto Bahia (-1,1%) e São Paulo (-1,0%) mostraram quedas mais moderadas. Por outro lado, Rio de Janeiro (5,4%) e Espírito Santo (3,5%) assinalaram as maiores expansões no mês. O percentual da Região Nordeste foi de -4,4%.

Em relação a junho de 2013, o Ceará apresenta uma queda ainda maior, com índice de -6,7%. Tal taxa se coloca ainda abaixo do recuo nacional, que é de -6,9%. Em base trimestral, o levantamento aponta um índice ainda mais alarmante. No segundo trimestre de 2013, a produção industrial cearense apresentou uma alta de 11,8%, enquanto no estágio atual apontou uma taxa de -3,8%, representando um declínio de 15,6%.

O índice de junho faz com que o Estado feche o primeiro semestre de 2014 com uma redução na produção estatal de -1,5%. Tal taxa apresenta um recuo com intensidade inferior à média nacional (-2,6%), mas superior ao Nordeste (-0,1%).

Fonte: Diário do Nordeste / Miséria
Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »