Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Cariri teve o registro de 33 homicídios em julho ou 9,96% dos assassinatos do Ceará no período

197 pessoas foram assassinadas na região do Cariri até o mês de julho (Foto: Arquivo/Agência Miséria)
Nos sete primeiros meses do ano 2.698 pessoas foram assassinadas no Ceará e, só na região do Cariri, mataram 183 homens e 14 mulheres totalizando 197 vítimas de homicídios. Isso representa 7,30% do total cearense ou um pouco mais que os 6,92% na comparação dos seis primeiros meses e 6,97% nos cinco primeiros deste ano. Na situação atual em se tratando do Cariri são 28,1 pessoas assassinadas a cada mês, enquanto em nível de estado são 385,4 homicídios em média a cada 30 dias.

Entre junho e julho, o número de homicídios no Ceará aumentou de 375 para 331, enquanto houve um acréscimo de 25 para 33 no Cariri. No caso específico do sétimo mês do ano, o percentual relativo na comparação com a nossa região foi de 9,96 um pouco mais que os 6,66% de junho, os 6,38% de maio e 8,83% no comparativo de quatro meses. No Cariri, foram 27 pessoas assassinadas em janeiro, 26 em fevereiro, 32 em março, 31 em abril, 23 em maio, 25 em junho e 33 no mês passado contra, respectivamente, 408, 394, 479, 351, 360, 375 e 331 nestes mesmos períodos em nível estadual.

Já a participação específica de Juazeiro do Norte no âmbito do Cariri continua sendo assustadora. Do total de 197 assassinatos nos sete primeiros meses do ano, a Meca do Cariri registrou 102 representando, sozinha, 51,7% ou mais da metade do volume de homicídios na região. Somente em três municípios caririenses não foram registrados assassinatos este ano quais sejam: Altaneira, Granjeiro e Jati.

Fonte: Miséria
Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »