Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Ceará registra 8,8 mil acidentes nas estradas no primeiro semestre

Maior número de casos aconteceu durante o dia. Foram 5.407, contra os 2.665 que ocorreram no período da noite, quando a visão do condutor é comprometida. (Foto: Diário do Nordeste)
Durante todo o primeiro semestre, 8.873 acidentes foram registrados nas estradas federais do Ceará pela Policia Rodoviária Federal (PRF). Mesmo com um número alto, houve, no Ceará, uma redução de 3,51% no número de acidentes no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado.

Em 2013, o órgão consegui levantar que foram registrados 8.490 acidentes, sendo que destes, 4.758 sem vítimas, 3.295 com vítimas feridas, 425 com vítimas fatais e 12 ignorados. Em 2014, houveram 4.896 acidentes sem vítimas, 3.431 com pessoas feridas, houveram 446 óbitos e 100 ignorados.

Automóveis e motocicletas foram os veículos que mais sofreram incidentes. Enquanto o primeiro participou de 5.142 casos, o outro esteve em 2.175. Triciclo e trator de esteiras foram os que menos tiveram problemas, um acidente para cada veículo.

A Policia Rodoviária Federal chama atenção para o fato de que a maioria das ocorrências aconteceu com durante boas condições climáticas. Quando o céu estava claro, foram 5.285 casos. Com sol, o órgão registrou 1.182 incidentes e com o tempo nublado ficou em terceiro lugar, com 1.154. Nevoeiro ou neblina foram as condições menos registradas, tendo apenas 30 casos.

As condições da pista não estavam ruins em todos os casos em que ocorreram os problemas, divulgou a PRF. Tanto que a maior parte dos acasos contabilizados, 6.716, aconteceram com a pista seca. A estrada estava molhada em 1.333 acidentes e com buracos estavam 774. A policia ainda registrou dois casos em que gelo na pista foi o causador daqueles problemas.

Além disso, o maior número de casos aconteceu durante o dia. Foram 5.407, contra os 2.665 que ocorreram no período da noite, quando a visão dos motoristas é comprometida devido à falta de iluminação. Ao anoitecer houveram 458 incidentes, nesse primeiro semestre, e ao amanhecer foram 343.

Em 7.901 acidentes não existia nenhuma restrição de visibilidade, 405 vezes a configuração do terreno foi o problema, 128 casos de ofuscamento e poeira, fumaça ou neblina prejudicaram os motoristas em 74 incidentes nas estradas.

Comparação

A PRF utiliza a frota nacional de veículos para realizar a comparação entre os números de acidentes de um período com o outro. Isso acontece porque o trânsito não é uma realidade estática, que nos permite analisar contextos em tempos diferentes sob o mesmo parâmetro.

Com a frota de veículos crescendo mais que a população, a taxa da motorização aumenta a cada ano e não é possível fazer uma análise concreta de resultados levando-se em conta números absolutos. Para dados estatísticos, utilizamos a frota de 77.359.350 milhões de veículos em 2013, e de 83.683.119 em 2014, segundo dados divulgados pelo Denatran.

Fonte: Diário do Nordeste / Miséria
Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »