Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

OAB cria fórum para debater sobre o combate à violência no Ceará

A Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará lançou nesta segunda-feira (24) o “Fórum Permanente de Debates e Propostas contra a Violência”. Além dos integrantes da OAB-CE, o fórum será formado por entidades ligadas aos temas da segurança e da Justiça e se reunirá uma vez por semana, às segundas-feiras, para coletar dados sobre a violência e avaliar as políticas públicas em âmbitos municipal, estadual e da União.

A ação surge depois dos últimos dados sobre insegurança no Estado. Segundo o Sindicato da Polícia do Ceará, o estado já registra mais de 1.000 homicídios neste ano, mais de 30 neste último fim de semana. De acordo com o Conselho Cidadão para a Segurança Pública e Justiça Penal, Fortaleza é a 7ª cidade mais violenta do mundo e a segunda do Brasil.

A ONG mexicana lista as 50 cidades mais perigosas do mundo com base no número de homicídios em proporção à população. Segundo o índice do estudo, Fortaleza tem a taxa de homicídio de 72,81; no Brasil, a capital cearense fica atrás apenas de Maceió, com taxa de homicídio de 79,76.Os números são referentes a 2013. Em 2012, Fortaleza apareceu na posição 13 da mesma pesquisa.

De acordo com o presidente da OAB-CE, Valdetário Monteiro, a partir das discussões do Fórum Permanente de Debates e Propostas contra a Violência, serão formuladas propostas comuns que possam ser efetivadas pelos governos, pelo mercado e pela sociedade.

No lançamento do fórum, participaram representantes da  Associação Cearense dos Magistrados, Associação Cearense do Ministério Público (ACMP) e Associação dos Delegados de Polícia do Estado do Ceará (ADEPOL). Os integrantes do Fórum falaram sobre os índices de violência no Estado e as políticas públicas de enfrentamento do problema. “O que a gente está vendo é a volta da barbárie por falta de capacidade do Estado”, afirmou.

Fonte: G1 / Miséria
Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »