Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Envio da declaração do IR começa hoje; saiba o que mudou

IR 2014 - Entrega da declaração começa nesta quinta (Foto: Cameron Spencer/Getty Images)
Começa nesta quinta-feira o prazo para o envio da declaração do Imposto de Renda 2014 à Receita Federal. O órgão já disponibilizou o programa para o preenchimento da declaração em sua página na internet desde o último dia 26. Nesta quinta também estarão disponíveis os aplicativos de envio por smartphone e tablet. Neste ano, o contribuinte terá menos tempo para acertar as contas com o Leão. Em 2013, o envio da declaração teve início cinco dias antes, em 1º de março, e terminou em 30 de abril – mesma data limite deste ano. A expectativa da Receita é de que 27 milhões de pessoas apresentem a declaração em 2014, um milhão a mais que no ano passado.

São obrigadas a apresentar a declaração as pessoas físicas que receberam rendimentos tributáveis superiores a 25.661,70 reais ou rendimentos não tributáveis acima de 40.000 reais, ou, ainda, quem tinha bens com valores a partir de 300.000 reais em 31 de dezembro de 2013. O contribuinte que perder o prazo pagará multa de 1% ao mês sobre o imposto devido, sendo que o valor mínimo é 165,74 reais.

Aplicativos – A ampliação das funcionalidades do aplicativo m-IRPF para smartphones e tablets é uma das inovações deste ano. No ano passado, quando iniciou o programa para dispositivos móveis, apenas 7 mil dos 26 milhões de pessoas que declararam Imposto de Renda usaram o instrumento. Agora, o aplicativo contará com cerca de 90% das funcionalidades existentes no programa para desktop – por isso a Receita prevê maior adesão dos contribuintes. Há ainda a possibilidade de importar os dados da declaração de 2013.

Pré-preenchida – O Fisco também inicia nesta quinta o sistema de declaração pré-preenchida para os contribuintes que possuem certificação digital ou representante com procuração eletrônica. Para utilizar o serviço, é necessário que a pessoa física tenha apresentado a declaração de 2013, referente ao ano-calendário de 2012. A Receita também precisa já ter recebido as informações da fonte pagadora no momento da importação do arquivo.

A Receita afirmou que será de inteira responsabilidade do contribuinte a verificação e eventual correção de todos os dados pré-preenchidos no documento. A certificação digital, por ser paga, pode limitar o acesso da população a esse modelo de declaração. Contudo, o órgão argumentou que essa foi a única solução legalmente viável para disponibilizar a declaração pré-preenchida. No ano passado, apenas 1 milhão de contribuintes que prestaram conta com o Fisco tinham a certificação digital.

Outra novidade está no programa gerador da declaração, que ganhou mais funcionalidades. As empresas ou planos de saúde poderão entregar arquivos eletrônicos para os contribuintes com as informações de rendimentos ou de despesas com saúde em vez de comprovante em papel. O contribuinte, então, poderá importar estes dados para os campos da sua declaração.

Fonte: Veja / Miséria
Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »