Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Governo aumenta vagas para acolhimento dependentes de drogas

Atualmente, a Sesa mantém 60 vagas destinadas a dependentes químicos em comunidades terapêuticas. A Leão de Judá é uma delas (FOTO: Divulgação)
Atualmente, a Sesa mantém 60 vagas destinadas a dependentes químicos em comunidades terapêuticas. A Leão de Judá é uma delas (FOTO: Divulgação)
O número de vagas financiadas pelo governo do Estado em instituições de acolhimento de pessoas dependentes de álcool, crack e outras drogas aumentará de 60 para 200 a partir de março. Os nomes das 10 instituições classificadas de um total de 32 que concorreram as 200 vagas foram divulgados no final na última sexta-feira (31):
São elas:
- Associação Comunidade Terapêutica Grão de Mostarda
- Atos Centro Terapêutico
- Centro de Recuperação Leão de Judá
- Fazenda da Esperança São Bento
- Associação de Assistência Social Catarina de Laboure
- Associação Aliança de Misericórdia
- Casa de Recuperação Monte Sião
- Comunidade Terapêutica Instituto Volta ao Caminho
- Associação Shalom de Promoção Humana
- Centro de Recuperação Rosas de Sarom
O edital de seleção pública para as instituições interessadas concorrerem às vagas saiu no Diário Oficial do Estado no dia 13 de novembro de 2012. Às entidades participantes têm prazo de três dias úteis, a partir de 3 de fevereiro de 2014 para interposição de recurso, conforme estabelecido no Edital. Após esse prazo e a análise dos recursos, a comissão coordenadora encerra o certame e o resultado será encaminhado para homologação. Os valores dos serviços conveniados serão de R$ 1 mil por mês por cada vaga ofertada para adultos e de R$ 1,5 mil por criança, adolescente e mãe que está amamentando acolhidas pelas comunidades terapêuticas.
Capacitação de profissionais
Atualmente, a Sesa mantém 60 vagas destinadas a dependentes químicos em comunidades terapêuticas, bancadas com recursos do Tesouro do Estado, em cinco comunidades terapêuticas. Com o objetivo de qualificar o trabalho das comunidades parceiras, a Sesa está reforçando as capacitações dos profissionais. Na semana passada fez dois treinamentos com os profissionais das comunidades terapêuticas. Há cursos programados para o ano todo e são realizados na Escola de Saúde Pública, vinculada da Sesa.

Fonte: Tribuna do ceará
Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »