Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Mascar chiclete causa dor de estômago? Faz perder a fome? Veja mitos e verdades

Mascar chiclete pode ajudar a manter-se alerta em alguma atividade que exija atenção. (Foto: Thinkstock/Getty Images)
Muitos têm costume de mascar chicletes e ficam temerosos com as consequências desse hábito. Mas existem coisas boas nessa mania, como melhorar a digestão, aliviar o estresse e até tratar problemas da articulação temporomandibular (ATM), desde que o hábito não seja cultivado ao exagero, claro. Dois chicletes por dia é uma boa medida.

Conheça abaixo alguns mitos e verdades sobre o chiclete:

1. Chiclete causa dor de estômago ou gastrite

PARCIALMENTE VERDADE: Segundo o diretor da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), Carlos Alberto Werutsky, pessoas com predisposição e aquelas que já sofrem de gastrite ou úlcera podem sofrer desse mal. Para as demais, mascar chiclete não provoca dor de estômago nem gastrite. Pelo contrário. O dentista Alexandre Bussab explica que o chiclete promove um bom funcionamento do sistema digestivo, já que estimula a salivação e melhora o funcionamento dos órgãos envolvidos nesse processo.

2. Mascar ajuda a emagrecer ou saciar a fome

PARCIALMENTE VERDADE: “A ajuda pode ser muito pequena e individual. Se, durante a mastigação do chiclete, o efeito sensorial nas papilas gustativas for maior do que o estímulo de secreção do suco gástrico, pode ajudar”, explica o nutrólogo. Se acontecer o contrário, porém, pode estimular o apetite ainda mais. Na prática: funciona como inibidor de fome quando ainda tem o sabor que dá a sensação de ter comido algo gostoso. Após isso, quando a mastigação continua ininterrupta, causa efeito contrário. Logo, não fique mascando por horas a fio aquele chiclete já sem gosto.

3. Mascar chiclete pode aumentar os gases gastrointestinais

VERDADE: “Pessoas ansiosas mascam chiclete e, ao mesmo tempo, engolem ar (aerogastria)”, explica Werutsky. Essa prática aumenta os gases significativamente.

4. É perigoso engolir chiclete

MITO: Não. O chiclete é excretado pelo tubo digestivo praticamente intacto, porque é uma goma não absorvível pelos intestinos. “No entanto, a deglutição é contraindicada para crianças menores de dois anos”, explica o diretor da Abran.

5. Chiclete pode ser benéfico para a saúde bucal

VERDADE: O dentista Alexandre Bussab explica que, desde que mascado com moderação - duas unidades por dia - o chiclete pode ajudar em algum distúrbio da articulação temporomandibular (ATM). “Ele atua como uma fisioterapia, aos pouquinhos vai diminuindo o estresse da articulação. Quando alguém tem uma luxação, por exemplo, o chiclete ajuda a soltar a articulação e diminuir o atrito.”

6. Chiclete sem açúcar evita a cárie

VERDADE: Sim. Ao aumentar a salivação, ele protege os dentes da concentração de partículas causadoras da cárie. Mas deve ser, sempre, sem açúcar.

7. Mascar melhora o hálito

VERDADE: Por aumentar a salivação e diminuir a acidez dentro da boca, barrando a multiplicação das bactérias, ele contribui para um hálito mais saudável. Mas, outra vez, ele precisa ser sem açúcar para que isso aconteça.

8. Chiclete ajuda a clarear os dentes

PARCIALMENTE VERDADE: “Tem que ver o princípio ativo do chiclete, pois há alguns que apenas ajudam a remover a placa bacteriana, dando uma sensação de que os dentes estão mais claros. Somente os que contenham carbamida na composição podem realmente diminuir as manchas”, explica Bussab.

9. Criança não pode mascar chiclete

MITO: “Pode. Inclusive ajuda, pois contribui na higienização”, explica Bussab. “Se a criança ou adulto acabou de comer e não consegue escovar os dentes, o chiclete vai ajudar a manter as bactérias afastadas”, completa o dentista. Óbvio, no entanto, que o chiclete não substitui a escovação.

10. Chiclete pode melhorar a atenção

VERDADE: Um estudo publicado no periódico Journal of Behavioral and Neuroscience Research mostrou que mascar chiclete pode ajudar a se manter alerta em um momento que exige muita atenção, além de melhorar os níveis de estresse.

Fonte: Saúde - iG / Miséria
Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »