Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Professoras altaneirenses concluem Aperfeiçoamento em Meio Ambiente pela UFC-Virtual

As professoras Maria Oliveira Lino (Corrinha) e Antonia Almeida Leite Bezerra (Toinha) concluíram no último sábado (14/12) Curso de Aperfeiçoamento em Meio Ambiente. As duas professoras parte do quadro permanente do Magistério do Município de Altaneira construíram um Projeto em defesa das árvores que estão em extinção na caatinga, com prioridade para quatro árvores catalogadas no entorno da cidade de Altaneira. 

Na defesa do projeto "Preservação e Monitoramento das Árvores nativas e antigas do Município de Altaneira" as geógrafas sustentaram que a constante agressão ocorrida no meio ambiente provocada periodicamente por ações antrópicas no que diz respeito à destruição de árvores no nosso município as deixou sensibilizadas após a realização do "Projeto Árvore é Vida" em uma das ações que foram as aulas de campo realizadas com os alunos e professores da EMEF Joaquim Rufino de Oliveira onde detectaram árvores nativas do nosso Bioma Caatinga correndo o risco de serem cortadas e destruídas para sempre.
Sustentaram ainda que diante do que presenciaram resolveram elaborar um Projeto que venha contemplar ações voltadas à preservação dessas árvores e que com este projeto pretendem criar ações que envolva a comunidade escolar e dos bairros onde estão localizadas essas árvores para juntos possam defender a sua existência.
Corrinha e Toinha além de catalogaram as quatro espécies de árvores, ainda realizaram um georreferenciamento, técnica moderna para a determinação precisa de um ponto na superfície terrestre o que consistiu em tornar as coordenadas conhecidas.
As arvores estudadas são: o Tamboril (localizada a 06º59’83” de Latitude Sul e 39º44’50” de Longitude Oeste), o Jatobá (06º59’83” de latitude Sul e 39º44’50”de longitude Oeste), a Imburana de Cambão (06º59’77” de latitude sul e 39º45’59” de longitude) e o Mulungu (07º00’19” de latitude Sul e 39º44’42” de longitude Oeste).
Como o projeto se desenvolveu com árvores no perímetro urbano a oiticica “duas irmãs” localizada no Sítio Extrema no Distrito do São Romão, usada como marco de divisa entre os municípios de Altaneira e Farias Brito, que não possui  nenhuma identificação de sua importância para a história de nosso Município ficou de fora dos estudos, mas Corrinha Lino promete ampliar ios trabalhos para incluir outras arvores.
As professoras Corrinha e Toinha são graduadas em Geografia e Pós-Graduadas em Geografia e Meio Ambiente pela Universidade Regional do Cariri – URCA e concluíram o Aperfeiçoamento pela UFC-Virtual. Funcionou como Tutora a professora Karina Holanda.
 
Fonte: Blog de Altaneira
Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »