Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Estado é 2º do Nordeste em indenizações pagas

O maior número de benefícios pagos por mortes no Ceará foi a condutores de motocicletas, 61%. Em relação aos automóveis, número chega a 31%; caminhões 6% e ônibus 2%. O Ceará possui uma frota de 1.010.484 motos (Foto: Lucas de Menezes)
O número de acidentes de trânsito envolvendo mortes no Ceará tem registrado dado preocupante. A prova disso é que o Estado aparece em segundo lugar da Região Nordeste em número de indenizações do seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT) por morte, com um total de 2.046 benefícios pagos.Os números se referem ao ano de 2013, entre os meses de janeiro e setembro, e foram divulgados ontem pelo boletim estatístico da Seguradora Líder DPVAT.

Os benefícios por morte no Ceará concentram 17,26% dos pagamentos de todo o Nordeste, e 4,90% do País. O total é superado apenas pelo Estado da Bahia, com 22,66%.

Em relação a igual período do ano anterior, no entanto, houve uma pequena redução. Em 2012, foram 2.132 benefícios pagos, 86 a mais que o ano atual. A região Sudeste lidera o número de indenizações pagas por morte, com 15.424.

Quando se compara os benefícios pagos por morte no Ceará, especificando o tipo de veículo, um dado alarma, mas não surpreende: 61% deles envolveram condutores em motocicletas, contra 31% de automóveis, e apenas 6% com caminhões e 2% em ônibus.

O dado ressalta a predominância desse tipo de veículo no Estado. De acordo com dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE), a frota de motocicletas chega a 1.010.484 unidades, sendo 221.787 na capital e 788.697, no interior. Já os automóveis somam 855.519 unidades, concentrando 499.297 em Fortaleza e 356.222 nos demais municípios.

Nordeste

Em se tratando das indenizações por invalidez permanente, de janeiro a setembro de 2013, o Nordeste lidera o ranking de pagamentos, com 33% de todas as demandas das regiões do País. De acordo com o levantamento, 82% dos casos envolveram acidentes com motocicletas, 15% automóveis, 2% caminhão e 1% micro-ônibus e ônibus.

O Seguro DPVAT é um seguro de caráter social que indeniza vítimas de acidentes de trânsito, seja ele motorista, passageiro ou pedestre. O benefício cobre os danos do tipo morte, invalidez permanente e reembolso de despesas médicas e hospitalares (DAMS).

Alta Demanda

Sobre o levantamento, o Detran-CE esclareceu, por meio de sua assessoria de comunicação, que o número de acidentes envolvendo motocicletas no Estado reflete a crescente demanda dos cearenses por esse tipo de transporte. Contudo, o órgão destaca que houve uma redução de 100 mil no número de pessoas não habilitadas conduzindo motos no interior do Estado.

Segundo o Detran, essa diferença no ano passado era de quase 400 mil. O órgão destaca que essa redução foi graças ao programa Carteira de Motorista Popular, que já emitiu quase 80 mil documentos para pessoas de baixa renda, que obtiveram, assim, sua primeira Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Atualmente, há 486.453 condutores habilitados na categoria A no interior do Estado, para uma frota de 788.697 veículos. Já na Capital, há mais habilitados do que a frota. São 282.365 pessoas com permissão para conduzir motos, para um total de 221.787 veículos. Os dados são até setembro de 2013.

O Detran informou ainda, que, por meio da Operação Radar, lavrou 71.259 infrações este ano, até setembro, sendo 4751 com base na Lei Seca.

Fonte: Diário do Nordeste / Miséria
Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »