Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Custo da carteira de motorista no Ceará pode dobrar com simulador

Simulador recria 26 situações, como dirigir na chuva e alcoolizado (Foto: Reprodução/TV Verdes Mares)
O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) tem até o dia 31 de dezembro de 2013 para implantar a nova estrutura curricular de formação de condutores, que torna obrigatório o uso do Simulador de Direção Veicular em todos os Centros de Formação de Condutores (autoescolas) do país, para habilitação na categoria B.  O objetivo é utilizar a tecnologia para qualificar a formação de novos condutores e ter mais segurança no trânsito. O aparelho recria 26 situações, como dirigir na chuva, fazer curvas fechadas e dirigir alcoolizado.

De acordo com o Sindicato das Autoescolas do Ceará, o equipamento está "longe de representar" as situações diárias das ruas e avenidas das grandes cidades. “Não é mais fácil você dirigir no trânsito para aprender com todas as peculiaridades, com todas as dificuldades do trânsito, do que você ir para uma máquina?”, questiona a presidente do sindicato da categoria, Aparecida Soares.

Custo
Os simuladores são fabricados em São Paulo e Minas Gerais e têm custo médio de R$ 40 mil. Para o Sindicato das Autoescolas, a aquisição do simulador de direção vai aumentar o custo da carteira de habilitação. Atualmente, todo o processo tem custo entre R$ 1.200 e R$1.500, valor que poderá dobrar com o uso do simulador.

Pesquisa feita nos Estados Unidos e citada pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) afirma que o uso do simulador pode reduzir pela metade o número de acidentes nos 24 primeiros meses após a aprovação da habilitação. Os estudos mostram que o equipamento desenvolve as habilidades sensoriais e motoras do motorista, assim como os conhecimentos teóricos das regras de trânsito e o autocontrole emocional.

Simulador
De acordo com a resolução do Contran, os futuros motoristas só poderão utilizar o simulador após o cumprimento da carga relativa às aulas teóricas e técnicas, e antes da realização do exame teórico. Serão cinco aulas de 30 minutos com conteúdo didático, como conceitos básicos de condução, marchas, aprendizado de circulação em avenidas, curvas, estradas, vias de tráfego, regras de segurança, congestionamento e em situações climáticas e de risco.

A fiscalização do uso dos simuladores ficará sob a responsabilidade do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE). “Os Detrans esperam  que surja uma nova resolução que estabeleça um cronograma de implantação desse simulador para que as autoescolas de todo o Brasil tenham condições de implantar esse serviço, diz Paulo Ernesto Serpa, do Detran-CE.

Fonte: G1 CE / Miséria
Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »