Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Mais de 20 mil famílias do Ceará podem perder Bolsa Família

(Foto: Ilustrativa/Divulgação )
Mais de 20 mil família correm o risco de perder o benefício do Bolsa Família caso não atualizem os dados do cadastro até 13 de dezembro. Segundo a Prefeitura de Fortaleza, com base em dados do Ministério do Desenvolvimento Social  e Combate à Fome, essas famílias estão com dados sem atualização há dois anos. Caso as informações não sejam atualizadas, o benefício dessas famílias poderá ser bloqueado a partir de janeiro de 2014.

Todas as famílias que precisam fazer a Revisão Cadastral de 2013 receberam mensagens alertando sobre a necessidade de atualizar os dados. Com as informações atualizadas, é possível avaliar se as famílias cumprem os pré-requisitos para o recebimento dos benefícios financeiros.

Os usuários do programa devem atualizar as informações do cadastro sempre que mudarem de endereço; quando os dependentes mudarem de escola, houver alteração de renda das pessoas declaradas no cadastro, inserção de novo dependente, mudanças de registro civil, entre outros casos.

Além da documentação obrigatória, as famílias podem levar outros documentos que ajudem a melhorar a qualidade das informações do Cadastro, como comprovante de residência, conta de energia elétrica, comprovante de matrícula das crianças e adolescentes na escola e Carteira de Trabalho e Previdência Social.

Estudo divulgado em 4 de novembro pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica (Ipece), mostra que o Ceará ocupa a 4ª posição entre os estados brasileiros e o Distrito Federal (DF) no número de beneficiados pelo Programa Bolsa Família, do Governo Federal, com 3,8 milhões de pessoas  atendidas.  Em primeiro lugar está a Bahia, com 6 milhões, seguido por São Paulo, com 4,4 milhões e Minas Gerais, com 4,2 milhões. Em quinto está o Pernambuco, com 3,6 milhões e Maranhão, com 3,3 milhões, em sexto.

Para cadastrar
Para atualizar as informações, o responsável familiar deve procurar a unidade para atendimento do Cadastro Único mais próxima de sua casa portando os documentos necessários – do responsável pela família (RG, CPF ou título de eleitor; Carteira de Trabalho e comprovante de residência) e de todos os demais componentes familiares (RG ou qualquer documento de identificação com foto – maiores de 18 anos; Carteira de Trabalho e Certidão de Nascimento – crianças e adolescentes com menos de 18 anos. Na capital cearense, os beneficiários podem procurar um dos 23 Centros de Referência de Assistência  Social (CRAS) espalhados pela cidade, além dos postos de atendimento instalados nas Secretarias Regionais e no Terminal de Messejana para revisar seu cadastro.

Fonte: G1 / Miséria
Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »