Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Feira de arte para público menos especializado tem preços maiores do que em outras edições

A psicanalista Karina Iguelka, 44, tem o hábito de comprar obras de arte, mas não se sente à vontade em galerias. "Não são ambientes convidativos. Você já tem de chegar sabendo sobre as obras."
É de olho nesse tipo de público que começa amanhã, em São Paulo, a terceira edição da Parte, feira que vende obras de artistas jovens e consagrados a preços mais acessíveis.
"As pessoas têm medo de ir a galerias. Acham que vão ser chamadas de ignorantes se perguntarem o nome de um artista", diz Lina Wurzmann, uma das organizadoras da feira, que colocará a venda cerca de mil peças vindas de 33 galerias brasileiras e estrangeiras.

Divulgação
Obra 'Vox Clamantis In Deserto', de Stephan Doitschinoff, que será vendida na feira Parte
Obra 'Vox Clamantis In Deserto', de Stephan Doitschinoff, que será vendida na feira Parte
Neste ano, os valores estão um pouco mais 'salgados' do que nas edições anteriores. Não há mais limite de preço (que chegou a ser de R$ 18 mil em 2012). Uma pintura em nanquim de Iberê Camargo, por exemplo, será vendida por R$ 40 mil.
"São poucas as muito caras", afirma Lina. "Pelo menos 40% do que está exposto custa R$ 4.000."
Entre as obras à venda estão serigrafias de artistas brasileiros como Stephan Doitschinoff (R$ 1.200) e o grafiteiro Sesper (R$ 7.000), e estrangeiros como o inglês Damien Weighill (R$ 700). "O Pescador", gravura em metal de Tarsila do Amaral, será vendida por R$ 18.600.
Para auxiliar o público será possível agendar a visita à feira com consultores, que orientarão sobre o currículo dos artistas. Em uma barraca de pescaria, nos moldes daquelas de festa junina, quem fisgar o peixe certo poderá descolar uma obra de arte de até R$ 4.000.
PARTE - FEIRA DE ARTE CONTEMPORÂNEA
QUANDO amanhã e sex., das 14h às 22h; sáb. e dom., das 12h às 20h
ONDE Paço das Artes (av. da Universidade, 1; tel. 0/xx/11/3814-4832)
QUANTO Grátis
CLASSIFICAÇÃO Livre

Fonte: Folha de São Paulo
Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »