Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Dia da Criança aquece varejo em Juazeiro

Apesar dos eletrônicos serem a febre do momento, os pequenos ainda ficam encantados pelos produtos convencionais em linha como Galinha Pintadinha e Ben 10 (Foto: Diário do Nordeste)
Agradar as crianças nem sempre é tarefa muito fácil, mesmo quando se trata de presentes. Este tipo de clientela é uma das mais exigentes e, muitas vezes, é possível que não aceite que os seus desejos não sejam atendidos pelos pais.

Com a chegada do mês de outubro, mês das crianças, muitos pais ficam divididos entre o desejo de satisfazer a vontade dos filhos - que nem sempre é a mais econômica - ou tentar agradá-los com presentes que saem melhor para o seu bolso.

Entretanto, no comércio do município de Juazeiro do Norte existem inúmeras opções de produtos, que vão desde os brinquedos mais em conta, até os mais caros, tendo também outros segmentos que ganham com essa data comemorativa.

Escolhas

Lojas de roupas infantis também lucram com o período festivo, apesar das crianças preferirem brinquedos, isso não impede que alguns adultos presenteiem com roupas e calçados.

"Como a gente foca muito nas datas comemorativas, o dia das crianças também traz uma boa movimentação" diz Simone Santos, gerente de uma loja de roupas infanto-juvenis. Ela afirma que quando a criança já está com mais de 8 anos, os pais preferem presentear com roupas.

Para os recém-nascidos a opção de compra também é de peças para o vestuário. Santos garante que não há tanta diferença na procura quando se trata do gênero. "O pessoal procura tanto para menino quanto para menina, a média é igual para os dois" explica.

Outro item que está ganhando espaço entre a meninada nos presentes para o dia das crianças são os artigos eletrônicos, como jogos, tablets, smartphones.

A cada dia as crianças estão se interessando mais cedo por esse tipo de presente. Elaine Damasceno, vendedora de eletrônicos, diz que geralmente quem procura esse tipo de produto são as famílias que têm um padrão de vida mais alto e podem, assim, adquirir o item.

Ela explica que esses itens são requisitados por pais com filhos a partir de dez anos, e explica o motivo das crianças escolherem tanto esses itens. "Geralmente eles gostam de produtos que possam ser levados para outros lugares como os smartphones e tablets", completa.

Perspectiva

A vendedora está muito otimista e afirma que essa procura por outros tipos de presentes tem sido muito boa para o comércio, alavancando as vendas em outros setores, além das tradicionais lojas de brinquedos.

Entretanto o destaque maior, para o Dia da Criança, continua sendo os brinquedos. Bonecas, carrinhos e jogos ainda chamam a atenção dos pequenos.

Adriana Vidal, gerente de uma loja de variedade, explica que esta data é quase como o natal, em relação as vendas de brinquedos. "Podemos dizer que ele é o primeiro natal do ano, a movimentação aumenta bastante", ressalta.

Ela explica que os produtos mais procurados são os eletrônicos, como motos elétricas e carrinhos, mas que cada vez mais os produtos dos personagens favoritos das crianças vão ganhando espaço no universo infantil.

Linhas como Patati e Patatá, Galinha Pintadinha, Ben 10, Barbie, Polly são os que mais encantam os pequenos consumidores. "Mesmo tendo um custo mais elevado, esses brinquedos acabam saindo, mostrando que e isso não atrapalha a venda.

A gerente afirmou ainda que os presentes de menor valor são mais comprados para serem doados. "Quando é para os próprios filhos, eles compram presentes mais caros", explica.

Vidal alerta aos pais que não estão querendo gastar tanto com o presente para as crianças, que o segredo é não levá-las na hora das compras. "Elas parecem ter uma atração por brinquedos mais caros", avalia.

Doação

Uma boa ideia para trabalhar o desapego entre as crianças dos brinquedos usados e receber um novo é ensinar desde cedo os filhos a doarem aqueles que já estão sendo deixados de lado devido a idade, conscientizando-as a entregar para entidades socais que são responsáveis em cuidar de crianças carentes.

Para isso, a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Juazeiro do Norte, promove há alguns anos, sempre no mês de outubro, uma campanha institucional denominada "Criança Feliz, Criança Solidária".

A iniciativa tem a finalidade de estimular os pais para que no momento da compra do presente, seus filhos sejam sensibilizados e, assim, decidam entregar o brinquedo antigo para uma criança carente.

Para tanto, a CDL distribui em algumas lojas do município, caixas grandes para que as pessoas possam colocar os brinquedos, que podem ser novos ou usados. Passado o mês das crianças, uma instituição que cuida de crianças carentes na cidade é escolhida, e os brinquedos arrecadados são respectivamente distribuídos.

A respeito da campanha o presidente da CDL de Juazeiro do Norte, Michel Araújo, comenta que a data é relevante. "O Dia da Criança está entre as quatro melhores datas do ano para as vendas do comércio, e como são o nosso futuro, a Campanha que nós promovemos é uma forma de incentivá-las a serem solidárias com o próximo, não vendo a data apenas como uma oportunidade para ganhar presentes."

Fonte: Diário do Nordeste / Miséria

Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »