Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

45% da população do Ceará usa transporte privado, segundo Ipea

No Ceará, 45,2% da população usa transporte privado, segundo pesquisa divulgada nesta quinta-feira (24) pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O índice é o 9º menor entre os 26 estados brasileiros e Distrito Federal. Os dados são referentes a 2012; em 2008 a porcentagem era de 30%

Nos últimos quatro anos, segundo o Ipea, o número de veículos particulares cresceu principalmente entre as motocicletas, de 17% para 30%. “Houve um padrão de aumento das taxas de motorização nos estados com menor renda per capita média, já que nessas localidades havia forte demanda reprimida da população para aquisição de bens duráveis. Com o aumento de renda dos mais pobres nos últimos anos e políticas de aumento de crédito, era de se esperar uma maior na taxa de vendas dos veículos privados”, registra o estudo.

Segundo o estudo, entre os cearenses que utilizam transporte privado, 20,7% dos cearenses que têm transporte privado possuem carros e outros 30,2% têm motocicletas.

No Brasil, mais da metade dos domicílios (54%) dispõe de automóveis ou motocicletas para os deslocamentos dos moradores. Para o Ipea, o dado “retrata a mudança do perfil de mobilidade da população brasileira, cada vez mais estruturado no uso dos veículos privados”. De 2008 para 2012, por exemplo, o percentual de domicílios que possuía automóvel ou motocicleta subiu nove pontos percentuais (de 45% em 2008 para 54% de posse em 2012), sendo que as motocicletas tiveram o maior incremento no período.

Tempo de casa para o trabalho
Ainda segundo o Ipea, o tempo médio da ida de casa para o trabalho na Grande Fortaleza é de 31,7 minutos. O tempo da viagem é o quarto menor entre regiões metropolitanas brasileiras pesquisadas no estudo. No Rio de Janeiro, o tempo médio é de 43,6 minutos.

Entre 1992 e 2002, o percentual de pessoas de levam mais de uma hora para chegar ao trabalho em transporte privado cresceu de 8,1% para 9,8%.

Em todo o Brasil, entre as pessoas que afirmaram realizar deslocamento de casa para trabalho de forma, independente da modalidade de transporte, a maioria gasta menos de 30 minutos no percurso (65,9%). Cerca de 10% gastam mais de uma hora no deslocamento.

Fonte: G1 CE / Miséria
Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »