Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Ceará registra cinco mortes por meningite em 2013, diz Sesa

Cinco pessoas morreram com meningite neste ano de acordo com boletim divulgado pela Secretaria da Saúde do Ceará. O número é menor que no mesmo período do ano passado, mas a população deve permanecer em alerta, de acordo com o coordenador de Promoção e Proteção à Saúde da Secretaria da Saúde, Manoel Fonseca.

Segundo Fonseca, o caso mais preocupante é a meningite meningocócica, por não haver ainda a vacina de cura da doença. “Nós vamos sempre ter alguns casos de meningite todos os anos porque ainda não tem a vacina contra a meningite do tipo D. Temos vacinas para outros tipos, que foram reduzindo significante”, explica o médico.

Em 2013, as mortes por meningite foram registradas nas cidades de Frecheirinha,Farias Brito e Pacatuba. Somente no mês de julho deste ano, foram registrados 24 casos da doença,  18 em Fortaleza.

A meningite é uma doença grave e pode acometer pessoas de qualquer idade. Segundo o Ministério da Saúde, as meningites bacterianas, como a meningococócica, são clinicamente mais graves e tem maior importância em saúde pública pela sua gravidade e capacidade de ocasionar surtos e epidemias.

Ainda segundo o Ministério, a doença meningocócica é transmissível e tem altas taxas de letalidade. As principais formas clínicas da doença podem ser apresentadas como infecção do sistema nervoso central (meningite meningocócica), infecção da corrente sanguínea (meningococcemia) ou sob as duas formas associadas (meningite meningocócica e meningococcemia), que pode evoluir rapidamente para choque.



Fonte: G1 / Miséria

Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »