Conheça a nossa Rádio | Conheça a nossa cidade

Poupança tem em junho melhor resultado desde 1995, segundo BC

Os depósitos feitos em cadernetas de poupança em junho superaram os saques em R$ 9,451 bilhões. Os dados da chamada captação líquida foram divulgados nesta quinta-feira (4) pelo Banco Central (BC). É o melhor resultado em toda a série histórica, que começou em 1995.

O BC informou que, no mês passado, os depósitos somaram R$ 116,046 bilhões, enquanto as retiradas chegaram a R$ 106,595 bilhões. Com isso, o saldo total da aplicação fechou junho em R$ 538,446 bilhões.

Até então, o melhor desempenho da aplicação mais tradicional do país havia sido registrada em dezembro de 2012, com os depósitos superando os saques em R$ 9,206 bilhões.

O resultado mostrou que a poupança continua sendo um investimento importante e atrativo, mesmo com as alterações no rendimento promovidas pelo governo no ano passado.

Novas regras da poupança
 

Pelas novas regras da poupança, anunciadas pelo governo federal no começo de maio de 2012, sempre que a taxa básica de juros (Selic) ficar em 8,5% anuais ou menos, muda o rendimento dos depósitos feitos a partir de 4 de maio de 2012 .

A mudança vale tanto para poupanças que já existiam e para as que foram abertas a partir de 4 de maio de 2012. O dinheiro que já estava nas poupanças antigas continua rendendo conforme as regras anteriores. O que muda para essas contas antigas são os novos depósitos. Esses já entram na regra nova.

Com os juros em 8,5% ou menos ao ano, a "nova" poupança rende 70% da Selic, mais a TR (Taxa Referencial). Para os depósitos feitos antes de 3 de maio de 2012, nada muda. Nesse caso, o rendimento continua sendo o antigo, de 0,5% ao mês (ou 6,17% ao ano), mais a variação da TR.

Os bancos têm de informar o rendimento da poupança em blocos diferentes no extrato. Um dos blocos informará o rendimento dos depósitos feitos até 3 de maio de 2012. Os outros deverão trazer o rendimento dos depósitos feitos depois de 4 de maio de 2012.

Para calcular quanto vai ganhar, o poupador deverá sempre considerar a Selic vigente no dia em que ele efetuou o depósito.

A expectativa no mercado de juros futuros é de a Selic ser elevada em 0,50 ponto percentual, justamente para 8,5% ano, na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), na semana que vem.
Fonte: UOL, com Reuters

Fonte: Miséria

Próxima página
« Página anterior
Próxima página
Próxima página »